24.3.10

TIRINHOS



Barraca de tiro-ao-alvo ostentando um conjunto ferrugento de velhas espingardas de pressão de ar, com miras vesgas e canos ziguezagueantes. Ao terceiro ou quarto tiro, feitas as compensações da paralaxe, era possível acertar no alvo – uma chapa do tamanho de uma moeda pequena, colocada no centro de uma pipa de vinho – que quando atingida pelo chumbinho, fazia soar uma campainha estridente - sinal de que o atirador tinha direito a um cálice de ginginha!

Publicado por Gimba
alguns divertimentos da Feira Popular - contados às crianças e ao Povo
http://gimba.blogs.sapo.pt/7947.html

Sem comentários:

Publicar um comentário