23.3.10

LABIRINTO DOS ESPELHOS


Hilariante divertimento, sempre muito concorrido, graças ao seu enorme letreiro, com promessas de “Rir, Rir, Rir!”. O que até nem era preciso, porque no exterior, alguns altifalantes fanhosos atraíam os curiosos com as gargalhadas, captadas por microfones também fanhosos, dos ocupantes no seu interior. Mas o que é que tanto fazia rir os foliões? Uma colecção de espelhos disformes e ondulados que devolvia reflexos inacreditáveis e óbviamente cómicos a quem neles se mirava. Um “must” da Feira!

Publicado por Gimba
http://gimba.blogs.sapo.pt/7947.html





Sem comentários:

Publicar um comentário